Leitores

segunda-feira, 7 de dezembro de 2009

O presente


Um velho sábio disse a um jovem rapaz que um dia ele ia receber um presente muito valioso e que o ia fazer muito feliz. O rapaz esperou pelo dia em que receberia esse presente, mas passado algum tempo e depois de ter recebido vários presentes verificou que nenhum deles era assim tão valioso e que a felicidade dos presentes passava rápido, decidiu perguntar ao sábio que de especial tinha o presente que ele falava, se esse presente o ia fazer mais feliz e rico, o velho sábio por detrás de um sorriso disse: ”serás mais feliz e terás mais sucesso e avançaras daquilo que te é mais importante”. O rapaz como era jovem e não percebeu e continuou a pensar no presente e como o presente o ajudaria assim tanto mas o rapaz nunca tinha recebido assim um presente e começou a pensar se tal presente existiria.
Os anos passaram e então o jovem tinha-se tornado um homenzinho e como nunca tinha recebido tal presente e a vida estava a perder significado, decidiu ir fazer uma visita ao velhinho sábio.
Depois de algum diálogo o velho sábio pergunta: “quando eras jovem o que fazias era bom ao mau. O homem depois de um leve recordar, responde.Era tudo bom.” “E porque era bom pergunta o sábio. Era mais feliz e gostava muito do que fazia”. Respondeu o homem
O velhinho sábio entre um sorriso pergunta: quando fazias o que gostavas pensavas noutra coisa.”
O homem num pequeno pensar sobre o seu passado quando era mais novo, responde: “só pensava no que fazia no momento e como poderia melhorar o que fazia e concentrava-me só nisso.”
Exactamente! E por isso eras mais feliz.” (Respondeu o sábio)
O homem como tinha sempre a cabeça a pensar noutras coisas, não reflectiu nas palavras do velho e ficou sem perceber o que era o presente. Continuou a sua vida mas não era feliz no que fazia e estava sempre a pensar noutras coisas. Parecia estar sempre ausente fosse aquilo que estivesse a fazer e começou a perceber que se estava a tornar infeliz e não conseguia fazer as coisas, no fundo começou a duvidar de si próprio, começou a ir a baixo, a sua vida parecia uma serie de pontas soltas.
Todos os dias chegava a casa desiludido, nunca se sentia satisfeito com o que fazia nem sabia o que fazer e sabia que não estava a corresponder ao seu potencial, foi nesse momento que se lembrou das palavras do velho sábio e do presente que o ia fazer feliz e ter mais sucesso. Foi visitar o velho sábio para ver se descobria o que era o presente, e o velho sábio diz: “para encontrares o presente tens que pensar nos momentos em que foste mais feliz, tu já sabes o que é o presente não tens é consciência disso, afasta-te um pouco da tua rotina para deixares a resposta vir até ti.”
Seguindo o seu concelho o homem afastou-se um pouco da sua rotina, sozinho descobriu que o tempo passava mais devagar e só pensava no presente.
Ele sabia que era algo que podia oferecer a ele próprio. Ele o conhecera melhor quando era jovem, mas tinha-se esquecido dele.
Mas não conseguia deixar de pensar no que menos bom lhe tinha acontecido e quanto mais pensava nisso mais desesperava, mas quando se deparou com uma obra de arte feita pelas mãos de outra pessoa e quem a tinha feita seria um excelente artista e certamente que estaria muito concentrado no que estava a fazer e que não se teria deixando distrair-se com outras coisas pendentes na vida dele e só assim conseguira fazer aquela obra de arte, ai nesse momento percebeu o que o velho sábio lhe tinha dito, (“Para perceberes o presente lembra-te dos momentos em que foste mais feliz”) e relembrou-se dos tempos de jovem e que era feliz porque vivia o que estava a fazer, sem se distrair com outras coisas, vivia o presente sem se preocupar com o passado ou o futuro e só assim conseguiria concentrar naquilo que fazia e fazer com alegria.
Quando estas a fazer alguma coisa com total de dedicação não te distrais e sentes-te mais feliz, pensas só no esta acontecer nesse preciso momento.”
O presente
Não é o passado
Nem o futuro
O presente
É o momento
O presente é agora!!

6 comentários:

  1. Começaste simplesmente, desenvolveste com paixão, e terminaste gloriosamente. Dos textos mais bonitos da blogosfera. <3 ADOREI MEU CARO!

    ResponderEliminar
  2. Na verdade é tão simples fazer... Pior é por na consciência ...

    Ana Cardoso

    ResponderEliminar
  3. Adorei o teu blog*

    Já sou seguidora.

    BeijinhO*

    Anna

    ResponderEliminar