Leitores

quinta-feira, 23 de setembro de 2010

Parabens Amor


No dia 23 de setembro uma estrela nasceu

para me encendiar o coraçao

com a pureza da sua paixao.

Feliz aniversario minha princesa , parabens pelos teu aninhos

e por a maravilhosa pessoa que és.
Amo-te meu amor.


quarta-feira, 8 de setembro de 2010

Frase do dia



As pessoas devem ser amadas como são e não por o que os outros querem que sejam.

sexta-feira, 27 de agosto de 2010

Acontecimentos



Horizonte para sonhar…


Por do sol para amores…


Vida de prazeres…


Ocupada para amar…


Um simples momento ou acontecimento com amor é sempre fantástico…

terça-feira, 10 de agosto de 2010

Palavras soltas



Ando cansado sem vontade para a escrita, ou digamos sem inspiração.


Apenas quero deixar-me ir, aproveitar cada milésima de amor que todo o universo me da.


E tu o que queres?


Apenas te quero amar, porque mereces cada gesto de amor que eu te possa dar.


Tento chegar ao perfeccionismo algo impossível de alcançar porque todos nós temos defeitos, mas dar amor é a coisa mais simples de se realizar.


Para se amar algo é preciso disponibilidade e ter a noção que o amor é cego.


Ama-te a ti ama o próximo ama o mundo mas ama não digas só que amas.


E não se esqueçam que todos os seres vivos merecem amor.

sexta-feira, 11 de junho de 2010

Quem somos?

video

Escrevo este para Jonathan David e todas as pessoas que estejam na mesma situação. (para quem não sabe Jonathan tem uma doença maligna)

Bem todos sabemos que um dia partiremos, mas partimos do princípio que a maioria só pensa em partir na velhice. (se nada de menos bom acontecer certamente será assim)

Agora imaginem o que é viver a saber que só tens mais uns meses de vida. O sentimento certamente será negro e perturbador. (lembrem-se ninguém é mais do que ninguém)

Se calhar a quem diga (sem pensar ou saber) olha que vida boa tem o Jonathan, realmente ele tem nome é um grande músico e um excelente compositor, mas carrega um grande fardo sabe que é novo e que o dia de partir em breve pode chegar.

Como ja disse deve haver que pense olha que vida boa tem o Jonathan.

Terá ele o prazer de acompanhar o filho? De ser avô?

Ele sabe bem o que lhe espera e a música faz passar a sua mensagem.

Para mim partas hoje ao daqui a mil anos já és grande e tenho prazer de ouvir as tuas musicas e perceber teus sentimentos e eles continuaram a ser passados por milhões de pessoas quando esse “bicho” desaparecer.

Eu considero-te um grande homem!!! O teu destino te fez homem a tua mente criou milhões de sentimentos no ser humano.

Dêem valor as pessoas.

Não critiquem sem primeiro conhecerem realmente a realidade

O que nos torna bons não é o que temos mas aquilo que somos

quinta-feira, 27 de maio de 2010

Brilho especial



Detesto pensar negativamente, logo porque sei que se pensar estou a ser egoísta por mais mal que me possa sentir sei bem que ainda sou um felizardo comparado com muitos bons humanos que quase de certeza ficavam super feliz com aquilo que eu deitei ou deito fora. A ambição pode ser fatal quanto maior for a tua vida maior é a queda. A ambição é como um vício, quando se luta ate ao fim e o degrau racha pode-se sempre deixar a ambição de lado e tentar repará-lo ao continuar a escalada e correr o risco de todos os degraus racharem ao mesmo tempo e todos os teus apoios fugirem.


Mas cada degrau reparado depois tem um brilho especial, cada experiencia na vida é uma lição uma forma de chegar a perfeição. Só se aprende verdadeiramente o significando das coisas quando se as vive.


Tenho saudades da inocência do ser puro que não pensa apenas sonha.

quarta-feira, 5 de maio de 2010

Sei lá...



Há dias em que o ser humano se sente mais em baixo, suas forças fraquejam sua mente se sente ofuscada tornando os pensamentos sombrios. Mas será que esses pensamentos apenas vieram a mente ou já estavam pré-destinados?


Hoje senti pena dos animais que são mantidos em cativeiro (gaiolas, zoo, etc.) todo por causa de estar apanhar um banhito de sol (a deixar a mente vaguear) e a ouvir os grilos, passarinhos a cantar (ou a comunicarem-se). Os animais em cativeiro vivem toda a sua vida abdicados de sentir realmente o mundo como ele é.


O ser humano não vive em cativeiro mas as vezes não se da ao trabalho se tornar realmente livre e de sentir o verdadeiro prazer da vida e acaba por tornar o mundo sombrio.




quarta-feira, 21 de abril de 2010

Simples Pensamentos


Nos dias em que damos por nós a pensar em tudo o que nos rodeia e não conseguimos entender os nossos próprios pensamentos o melhor é tentar perceber o pensamento de outro ser.


"Purifica o teu coração antes de permitires que o amor entre nele, pois até o mel mais doce azeda num recipiente sujo."


Pitágoras


"Quando o amor vos fizer sinal, segui-o; ainda que os seus caminhos sejam duros e escarpados. E quando as suas asas vos envolverem, entregai-vos; ainda que a espada escondida na sua plumagem vos possa ferir."


Khali Gibran


"No homem, o desejo gera o amor. Na mulher, o amor gera o desejo."


Jonathan swift


sábado, 17 de abril de 2010

Momento ou Sentimento



Viver a vida verdadeiramente é termos momentos para mais tarde recordar e os revivermos.


“Vivo a minha vida em círculos cada vez maiores / que se estendem sobre as coisas. / Talvez não possa acabar o último, / mas quero tentar.”


Rainer Rilke


“A vida é uma peça de teatro que não permite ensaios. Por isso, cante, chore, dance, ria e viva intensamente, antes que a cortina se feche e a peça termine sem aplausos.”


Charles Chaplin


"As pessoas entram em nossa vida por acaso, mas não é por acaso que elas permanecem."


Lilian Tonet


domingo, 11 de abril de 2010

Acredita



A vida é fantástica tens é que saber viver o dia-a-dia com amor a tudo o que te rodeia, acreditares em ti é o primeiro passo para uma vida feliz. Quando algo na vida de menos bom te acontece não é para teu mal é para te tornar ainda mais forte.


A beleza das pessoas está na capacidade de amar e encontrar no próximo a continuidade do seu ser.


“A infelicidade no coração é como traça no pano.” Luiz Vaz de Camões


“A mente que se abre a uma nova ideia jamais voltará ao seu tamanho original.” Albert Einstein

sexta-feira, 2 de abril de 2010

Uma tentativa



Nem era para escrever um post hoje bem eu sou um bocadinho preguiçoso e depois é complicado escrever o que sinto a fala é muito mais vantajosa para mim do que a escrita. Fico contente e agradeço a quem lê o meu blog. O que tu pensas do que escrevo é contigo mas este é o meu mundo.


Não é que me sinta em baixo ou triste mas sinto-me mal por um simples motivo porque é que somos todos iguais e nem todos tem o mesmo modo de vida. Como é que nos podemos queixar da vida quando temos tantos luxos, carros, pcs, tvs, casa, cama confortável, telemóveis e na maioria das vezes temos essas coisas repetidas não nos contentamos só com um telemóvel, um pc?


Porque que toda a humanidade não pode ser feliz?


Será que estamos a ser correctos?


O ser humano é um ser com capacidades fenomenais, mas consegue ser tão egotista ao mesmo tempo. Como podemos ter coragem para andar de casaco de pele de animal? Ao matarmos o animal já estamos a ser frios e quem compra esta a ser muito egotista.


Porque que a humanidade não abre os olhos?


Toda a humanidade podia ser feliz e a vida ser igual para todos. Toda a matéria universal não pertence a uma minoria de Senhores de poder, pertence a todos os humanos de igual forma tudo o que existe no mundo é para uso de todos não de um grupo limitado de humanos.


Não posso fazer nada para mudar esta mentalidade sozinho mas tento que o meu caro leitor penses quanto boa é a a sua tua vida.


O meu sonho é ver todos os seres serem tratados da mesma forma e que a vida deles seja harmoniosa.

Eu sei sou um “I am a dreamer”

quarta-feira, 31 de março de 2010

A alma a morte a vida



O que é a morte? A resposta parece fácil, morte é o fim da vida.


O que sobrevive?


Após a morte quem somos nós?


È lógico que um lado pós-morte do indivíduo não pode ser uma entidade física ou corpórea, então a sua alma é que sobrevive a morte do seu corpo.


Como obtemos o nosso ego-identidade?


Ao longo da vida as nossas experiencias modelam o ego. É provável que a maioria dessas vivencias seja preservada no cérebro.

Mas as memórias genéticas e cerebrais são físicas, com o desaparecimento do corpo e a subsequente decomposição dessas memórias físicas. O que fica?


A natureza da alma e daquilo que sobrevive a morte é uma questão difícil e controversa e intrigante quando se analisa a vida e a morte com uma continuidade.


Querem saber o que é a morte


Poupem o vosso fôlego


Quando conhecerem a vida


Tornarei a falar da morte

"Há morte na vida, há vida na morte


(Filosofo chinês Confúcio)

terça-feira, 16 de fevereiro de 2010

A Flor Perfeita



Quando se começa a namorar os primeiros tempos todo é fantástico e lindo mas com o passar do tempo algo parece desaparecer das relações. A conquista esta feita mas não segura, a excitação inicial por ela (e) passou, talves por um pensamento de conquista. Claro depois a sempre aqueles dias como o dia 14 de Fevereiro onde ela ou ele se lembra de algo diferente criam mutuamente um ambiente romântico. O ambiente deve ser criado todos os dias e não num só dia (o dia deles) se num dia qualquer te lembras de fazer uma surpresa ao teu par certamente a alegria dele (a) será maior da do dia 14 de Fevereiro. Afinal o dia de namorados é só um dia ou os dias todos?


Se a disposição para amar e ser perfeccionista no Amor é só por um dia mais vale a pena namorar um só dia por ano assim é os namoros seriam todos cor-de-rosa.


Não sou perfeito tu sim és perfeita tu sim compreendes-me tu sim aguentas com o meu variar de humor todos os dias do namoro.


A minha maior conquista é manter junto a mim tudo o que é perfeito e tu és mais que PERFEITA.


A tua felicidade é a minha vida.

domingo, 7 de fevereiro de 2010

O Príncipe do Amor (Fim)


O casamento de Luni era uma forma de reforçar o reino de Otto e Anuael sentia-se impotente, antes defendia o reino de katu mas agora abrigava-se no reino Otto. Já não era um príncipe com o poder de outrora.
Sabendo que não poderia dar o mesmo que daria o príncipe Otaka. Anuael mesmo assim sentia-se feliz pelo simples facto de ter tido o privilégio de ter conhecido e conversado com princesa Luni, ela naquele curto espaço de tempo tinha provocado sensações ate antes desconhecidas para ele.
Luni estava triste e retira-se para os seus aposentos, sabia que o casamento era o melhor para o reino de Otto mas não o melhor para ela.
Anuael enquanto regressa com os seus cavaleiros para os seus quartos conta-lhes que sentia uma sensação dentro dele muito forte mas que sentia-se impotente. Os seus cavaleiros disseram a anuael que estariam sempre junto a ele e que ficariam no reino de Otto se Anuael assim o quisesse o príncipe sentia-se honrado afinal de todo seus homens ainda o apoiavam em qualquer decisão.
Anuael que permanecia no reino de Otto ia falando com a princesa eles sentiam-se bem junto um do outro. O próprio rei Otto se apercebia disso mas o seu enorme respeito pelo povo fazia que o casamento com Otaka fosse o melhor para a defesa dos habitantes de seu reino.
Anuael cada mais se apaixonava por Luni simples troca de palavras levantavam a mural a ambos completavam-se, mas havia sempre uma barreira que os distanciava os impedia de mostrarem o verdadeiro amor um ao outro.
O rei Otto recebe um aviso que um exército muito numeroso se aproximava do seu reino, preocupado com a defesa do seu reino pede apoio ao rei Taka pedindo-lhe que envie o príncipe Okata com um exército para ajudar na defesa do reino. Com o exército inimigo a se aproximar o rei Otto é informado que Okata não vira na defesa do seu reino. Anuael ao saber que o reino esta sobre ameaça reúne os seus cavaleiros e junta-se as forças de Otto a qual este lhe confia a chefia do seu exército para tentar travar o inimigo.
Com o inimigo mesmo a chegar as muralhas do reino, Anuael avança com todas as tropas a fim de os travar sem eles chegarem perto do povo que vivia em redor do reino.
Em campo aberto duas linhas horizontais se faziam notar 2 exércitos frente a frente 2 homens o mesmo sangue aquele numeroso exercito era do rei Katu.
Anuael vendo que era o exército do seu pai manda exército chefiado por ele manter em posição defensiva enquanto ele avança em direcção a katu este vendo que aquele comandante que avançava na frente da linha de combate é Anuael, seu filho, decide manter os seus homens em posição e avançar sozinho.
Chegando perto um do outro Katu diz-lhe estar admirado por Anuael ter tido a força de continuar depois dele o ter abandonado e que se sentia feliz por o ver e por ter uma nova casa e um exercito novo, Anuael explicando-lhe que com o desgosto de o pai o ter abandonado tinha cavalgando sem rumo e encontrado um novo reino e que o defenderia seja contra quem fosse.
Katu diz-lhe que esta feliz por o ver e que sabendo que o reino de Otto o acolheu não atacara e regressará ao seu reino e que sempre que quiser regressar será bem-vindo.
Virando costas e regressando os dois para trás Katu não iria atacar e Anuael informava o exercito que não seria necessário derramar sangue que o Rei katu iria recuar os homens estavam admirados com a coragem de Anuael perante seu pai e deste não atacar. Anuael explicando-lhes a conversa em regresso ao reino de Otto onde todos esperavam o exército e especialmente Anuael porque tinha conseguido evitar uma guerra e fazer uma reconciliação.
Luni vai a correr para os braços de Anuael (afinal Okata não defendera o reino Otto ela não teria de casar com ele) beijando-o eles sentiram que a maior conquista não era uma batalha mas sim um sentimento de um amor.
Esperando para o noite o príncipe pede a Luni que vá ter com ele a beira do rio com o reflexo da lua a bater na agua o silencio da agua a correr Anuael pede luni em casamento, ela sente um arrepio uma sensação maravilhosa invadindo sua mente e corpo ela amava Anuael e aceita casar com ele, este ao ver a princesa aceitar sentiu a maior sensação de satisfação não tinha havido conquista tão boa para ele como o amor de uma mulher maravilhosa.
Fim

quarta-feira, 27 de janeiro de 2010

O príncipe do amor ( Parte 2)


Um cavaleiro do rei Otto aguardava anuael e seus cavaleiros a entrada do palácio para os encaminhar ate a sala de jantar.
O rei tinha preparado um grande banquete e convidado as pessoas mais influentes do seu reino para receber Anuael. Quando Anuael entra e vê que o rei tinha feito para ele e seus cavaleiros, fica muito honrado. E para seu espanto a jovem rapariga com quem se tinha cruzado estava na mesma sala que ele.
Seu coração parou seu cérebro delirou com a emoção de estar a ver aquela rapariga outra vez, sentindo uma sensação como nunca antes seu coração tinha conhecido.
Queria falar para ela mas a sua valentia não era suficiente, quando se prepara e ganha coragem para ir falar com a jovem rapariga o rei Otto levanta-se dizendo que era um privilégio receber no seu palácio o príncipe anuael e seu cavaleiros mas o príncipe tinha parado no tempo e só via aquela bela rapariga a sua frente ela que se tinha levantado e deslocava-se para a beira do rei. Afinal aquela jovem era filha de Otto, a princesa Luni.
O rei tinha preparado um baile para depois do jantar e Luni já estava a preparar-se para ir dançar para o baile, o rei ia dar inicio a festa.
Anuael vai directamente ter com luni pedindo-lhe o privilégio de uma dança a qual ela aceitou de imediato, afinal a princesa também não tinha ficado indiferente a Anuael e quando os dois se tocam parece uma junção perfeita, uma sensação diferente tinha-os invadido apesar de mal se conhecerem, parecia que se conheciam a muito tempo. Ela sentia a segurança que Anuael lhe dava, e Anuael o amor puro de Luni sentindo isso mutuamente afastam-se do baile para um sítio mais calmo. Anuael conta-lhe o que lhe acontecera, pousando a cabeça no ombro de Luni e esta lhe deu conforto e carinho que ele estava a precisar. Mas Para desgosto do príncipe Luni estava comprometida a um filho do rei Uzi. Anuael ficou ainda mais destroçado por saber que a princesa não se queria casar com um desconhecido, pois dava muito valor aos sentimentos. Mas aquele casamento reforçaria a defesa do reino de Otto.


Aceito opiniões de elencos para a continuação da história.. ;-)

terça-feira, 19 de janeiro de 2010

O príncipe do amor



Na preparação para mais uma batalha o rei katu reúne todo o seu exercito e manda chamar o seu filho o jovem príncipe anauel e o exercito comandado por ele.

Anauel chega com o seu exercito ao reino e tem conhecimento pelo pelo seu pai e rei katu que vai ser ele anauel a comandar aquela batalha pela conquista do novo território mas que terá sempre o apoio do exercito de katu.

Anauel que para alem de príncipe era um excelente guerreiro e comandante, reúne todas as suas tropas e avança para a conquista do novo território, o rei katu também seguia com o seu exército atrás de anuael a estratégia era o rei katu atacar quando o exército de anauel ganha-se terreno para o adversário, mas anauel foi cercado e seu exercito via-se rodeado, o rei katu a ver as tropas de seu filho a ser travada e em vez de mandar o seu exército em ajuda a anuael recua sem se preocupar, preferindo salvaguardar seus guerreiros em vez de ajudar o príncipe na batalha que o próprio rei tinha planeado.

Anuael ao ver o seu pai recuar e vendo que tinha preferido salvaguarda-se em vez de o ajudar manda os seus guerreiros recuarem e partem noutra direcção contraria ao rei katu o príncipe tinha ficado de rastos mais de metade do seu exercito tinha ficado na zona de combate a vida deles tinha sido em vão, seu pai tinha fugido com o medo de perder também os seus homens em vez de ajudar anuael que era seu filho.

Abatido o príncipe reúne os poucos guerreiros que estavam com ele e diz-lhes que não voltara ao reino de katu dizendo-lhes que o rei não merecia o respeito dele mas que quem quisesse regressar ao reino de katu era livre de o fazer, alguns homens de anuael partiram para katu, a família deles estava lá tinham pena de abandonar o príncipe mas tinham que voltar para junto da família para os ajudar, a vida deles era lá tinham apenas sido vítimas de uma guerra de um rei medroso.

O príncipe que era um grande pessoa e percebeu aqueles homens que tinham regressado para katu a família deles estava lá, reunindo os guerreiros que tinham com ele decide seguir em frente a procura de um novo reino que os recebessem e dessem de comer pois estavam abatidos pelo que tinha acontecido na batalha.

Ao fim de um longo tempo de caminhada o príncipe e seus homens vêem um novo território ate antes desconhecido para eles, chegando mais perto perguntam a um guarda real que reino era aquele tendo-lhe ele dito que era o reino de otto, o príncipe já tinha ouvido falado desse reino e de seu rei era um povo muito rico que apenas defendiam seu território. O guarda perguntou quem eram os cavaleiros que ali estavam e a que reino pertenciam para poder informar o rei otto, este apresentou-se como o príncipe anuael e seus cavaleiros, o guarda mostrando respeito por anauel foi informar o rei otto que o Príncipe anuael se encontrava no seu reino e que desejava falar com ele, o rei admirado por um Príncipe como anuael estar no seu reino mandou-o chamar aos seus aposentos.

Perguntando-lhe o que fazia um príncipe como anuael no seu reino, este conta-lhe o o sucedido na zona de combate e que precisava de abrigo para ele e os restantes cavaleiros que o tinham acompanhado. O rei não poderia recusar tal pedido pois afinal quem estava ali era anauel um grande príncipe e convidou-o todos o que estavam com ele para um jantar no seu palácio, com honra anuael aceitou o seu pedido como lhe ficou muito grato pelo que o rei otto estava a fazer por ele e seus homens.

Anuael comunicou a seus fiéis cavaleiros a conversa que tinha tido, estes ficaram muito satisfeitos pois estavam abatidos pelo que se tinha passado.

Chegando a hora de jantar o príncipe e seus homens deslocam-se para o palácio quando estão a entra anauel cruza-se com uma jovem e bela rapariga os olhos dele parecia vidro com tanto brilho e o tempo parece que parou por minutos, pois com um simples olhar ele tinha ficado com muitos pormenores na cabeça dessa jovem rapariga.

....Continua quando eu estiver inspirado para uma história de amor....

segunda-feira, 4 de janeiro de 2010

Simples opiniao em ralaçao ao amor



O amor no seu verdadeiro sentido é puro, livre, lindo, maravilhoso. Mas quem ama verdadeiramente no geral sofre mais quando algo não da certo, quem pensa que ama nunca sabe a dor que pode causar a outra pessoa, ferir sentimentos é das piores coisas que um humano pode fazer, normalmente deve ser a mulher que sofre sempre mais, quando elas amam lutam sempre com a esperança de um regresso mas um dos maiores defeitos do homem é pensar mais com a (cabeça) e menos com o cérebro. Uma mulher que diga no geral a um homem (Queres ter uma noite louca de amor (sexo) comigo) dificilmente ele diz não, normalmente aceita (fui a cabeça a pensar em vez do cérebro). Agora se um homem disse-se o mesmo a uma mulher ela no geral tratava-o mal e recusaria pois a mulher sente o amor (sexo) ou os sentimentos de outra forma, o sentimento da mulher é mais puro. Claro que a homens que pensam mais com o cérebro mas infelizmente ainda poucas pessoas no geral que percebem bem a palavra amor.

sexta-feira, 1 de janeiro de 2010

Para ti caro leitor (a)

Neste ano vais continuar a ler I am a dreamer?
Que temas gostavas de ver aqui escritos?